O valor nutritivo das frutas da Amazônia

Conhecer o valor nutritivo das frutas da Amazônia é o que todo apreciador e ou consumidor do Açaí, Cupuaçú, Buriti, Camu-camu, etc deve fazer.

Afinal, são essas frutas a base da alimentação dos povos da floresta amazônica e que, atualmente,  tem se apresentado ao mundo nas formas de sucos, polpas, sorvetes, wheyprotein, barras de cereais e outros produtos processados.

Selecionamos as frutas mais conhecidas e mais utilizadas para que possamos aprender melhor sobre esse fabuloso universo de sabores, cores, aromas e  os principais  valores nutritivos.

Esta será a primeira matéria – de uma série – que a AmazôniaNutri vai produzir tendo  como foco informar e educar sobre  o valor nutritivo da alimentação natural. Aproveite.

Conheça o valor nutritivo das frutas da Amazônia

ACAÍ

index

Valor nutritivo:

  • Vitaminas C, D , E , K que fortalece o sistema imunológico.
  • Antioxidantes: preventivo de câncer, protege o coração, previne envelhecimento.
  • Carboidratos: fonte de energia.
  • Ferro: fortalece o sangue e previne a anemia.
  • Potássio: fortalece as celulas nervosa.
  • Gorduras poli-insaturadas: combate colesterol ruim e beneficia o sistema cardio vascular.
  • Fibras: facilita a limpeza intestinal.
  • Proteínas: regenera os tecidos.

O fruto do açaí vem de  uma palmeira altamente ornamental, de múltiplos troncos que medem até 25 m de altura.

A planta é cultivada nos estados do.Pará, Amazonas, Maranhão e Amapá, principalmente no estuário do Rio Amazonas.

Se cultiva em terrenos alagados e várzeas úmidas.

Floresce quase o ano inteiro, especialmente nos meses entre setembro e janeiro.

No entanto, o açaí  maduro  tem seu auge de colheita nos meses de julho a dezembro.

Os frutos são muito apreciados pela população amazônica e usados para fabricação  do vinho , suco, creme, polpa, sorvetes, licores, mousses além do palmito que é utilizado, principalmente, pela indústria de conservas.

 


ARAçÁ- BOI

araca boi

Valor nutritivo:

  • Vitaminas A, B, C, além de altas taxas de proteína e carboidratos.
  • A espécie apresenta potencial para conquistar um lugar de destaque no mercado nacional e internacional, principalmente como refresco NATURAL. Podendo ainda ser comercializada como polpa congelada ou suco engarrafado.

O araçá-boi é planta originária na Amazônia Ocidental cultivada também no Perú e na Bolívia.

Pertencente à família das Myrtaceae, que é a mesma da goiaba e jabuticaba.

O fruto arredondado, de cor amarelada quando maduro, contém muitas sementes e é bastante aromático.

Frutifica de janeiro a maio.

Possui sabor delicioso e é  consumido in natura ou como ingrediente na produção de doces, sorvetes e bebidas.

 

BURITI

buriti

Valor nutritivo:

  • Vitamina A de alto teor.
  • Vitamina C concentrado.

Para se desenvolver, o buriti exige abundante terrenos de várzea e brejos, de solo fofo e úmido. Pertencente à família das palmáceas.

As águas onde se desenvolvem carregam e espalham as sementes da palmeira buriti. E por isso predomina, praticamente, por todo o Brasil central e o sul da planície amazônica.

Florescem de dezembro a abril. Frutifica de dezembro a junho.

Produtos do Buriti:

A polpa amarela cobre uma semente oval dura de onde  é extraído um óleo comestível que  também é utilizado contra queimaduras, por possuir um efeito aliviador e cicatrizante.

Além disso, a polpa é muito utilizada para a produção de sorvetes, cremes, geléias, licores e vitaminas de sabores exóticos além do maravilhoso “vinho de buriti”.

 

CAMU-CAMU

 

fruta amazonica camu-camu
fruta camu-camu

 Valor nutritivo:

  • Alta concentração de vitamina C em sua polpa, em valores  superiores ao da acerola.
  • 2606 mg por 100g de fruto, superior ao encontrado na maioria das plantas cultivadas.

O camu-camu é uma espécie silvestre que pode ser encontrada,  invariavelmente, à beira dos igarapés, rios ou em regiões permanentemente alagadas, onde a parte inferior de seu caule pode ficar imersa.

Cresce em arbustos ou pequenas árvores e se encontra disperso em quase toda a região.

Frutifica de novembro a março. Seu  sabor  é bastante ácido, apesar de doce.

No Brasil o camu-camu é utilizado como isca para o tambaqui, um dos melhores e mais comuns peixes amazônicos.

Na Amazônia peruana, é fruta preterida para o preparo de refrescos, sorvetes, picolés, geléias, doces ou licores, além de acrescentar sabor e cor a diferentes tipos de tortas e sobremesas confeccionadas à base de outras frutas.

 

 CUPUAÇU

Cupuaçu

Valor nutritivo:

  • Alto teor de gordura.

O cupuaçú é pertencente à família do cacau-verdadeiro. É uma árvore nativa da Amazônia, que passou a ser cultivada em quase todo o Brasil, exceto nos estados do sul.

As sementes de cupuaçú  podem ser utilizadas na  fabricação de chocolate, substituindo as sementes de cacau.

No passado o cupuaçú recebeu nomes como: cacau-do-peru e cacau-de-caracas.

Os pés começam a frutificar, em geral, por volta do oitavo ano.

As sementes envoltas em polpa branca são muito utilizada na produção de refrescos, sorvetes e doces, mousse e polpa.

GRAVIOLA

graviola

Valor  nutritivo:

  • Proteínas.
  • Gorduras.
  • Carboidratos.
  • Vitaminas C e B.
  • Potássio.
  • Fósforo.

Acredita-se  que a graviola seja uma  fruta nascida nas terras ilhadas do Mar do Caribe, tendo sido encontrada em estado selvagem nas ilhas de Cuba, São Domingos, Jamaica e em outras menores. Dali, é que a fruta teria seguido para a Amazônia.

No Brasil, o cultivo da graviola é comum em pomares domésticos de cidades e sítios das regiões Norte e Nordeste, onde existem também áreas de plantio comercial da fruta.

A gravioleira frutifica de janeiro a março e seu fruto pesa, em média, de 1 a 4 Kg.

Sua polpa branca de agradável sabor, é muito utilizada para o preparo de sorvetes, sucos, polpas congeladas.

 

PUPUNHA

pupunha

Valor nutritivo:

  • Rica em vitamina A.
  • Expressivo teor de proteínas e amidos.

A pupunha é da família das palmáceas, a mesma da carnaúba, do babaçú e do açaí.

Ela foi uma das muitas frutas nativas da Amazônia que  tiveram seu consumo, por longo tempo, restrito à região como parte de hábitos herdados dos índios.

A partir de 1970, a pupunha tornou-se alvo de pesquisas para o cultivo intensivo em outras áreas, despertando o  interesse em função das  propriedades nutritivas e dos subprodutos que fornece.

A Bahia foi  o primeiro estado extra-amazônico a cultivar a espécie.

A colheita da pupunha vai de novembro a março.

A frutificação leva cinco anos, quando o cultivo é em estado natural. Esse  tempo se reduz à metade, em condições especiais de cultivo.

As flores masculinas caem após liberar o pólen e as femininas desenvolvem-se em pequenos frutos vermelhos, amarelos ou alaranjados, com cerca de cinco centímetros de diâmetro.

Elas podem ser saboreadas quando  cozidas em água e sal.  São usadas para fazer  óleo e para a  produção de farinha. Com os resíduos faz-se ração para animais.

 

TUCUMÃ

tucuma

Valor nutritivo:

  • Riquíssima em vitamina A (90 vezes mais que o abacate e 3 vezes superior a da cenoura).
  • Alto teor de vitamina B (tiamina).
  • Alto teor de vitamina C (rivalizando com os cítricos).
  • Alto valor energético (247 calorias por 100 gramas).
  •  Glicídios (19,1%).
  • Lipídicos (16,6%).
  • Protídeos (3,5%).

O tucumã é uma espécie nativa do norte da América do Sul, possivelmente do Pará se extendendo até a Guiana Francesa e Suriname.

Da madeira, dura e resistente, os indígenas usam as folhas para confeccionar  as cordas dos arcos e as  redes para pescar  e dormir.

O óleo da polpa e da amêndoa, além de cosmetível, é usado para untar corpo e cabelo.

Além disso, serve como recheio do sanduíche conhecido, o X caboquinho que é composto por: pão francês com lascas de tucumã e queijo coalho.

 

Vamos ficando por aqui.

Esperamos ter contribuído com informações sobre a riqueza nutritiva das frutas amazônicas.

Para nós da AmazôniaNutri quem se ama, se cuida e quem se cuida, se informa.

Até a próxima.

 

 

Fonte:

http://www.portalamazonia.com.br/secao/amazoniadeaz/

 

Facebook Comments

3 thoughts on “ O valor nutritivo das frutas da Amazônia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *