Alimentos naturais: consumidores conscientes ou necessitados?!

Alimentos naturais: conscientização ou necessidade?!

Cada vez mais brasileiros conhecem os benefícios dos alimentos  naturais e por isso vem crescendo o interesse em consumi-los. As pesquisas  online confirmam.

O fato intrigante é: como o consumidor vem construindo essa escolha?

_Saber que o alimento natural é melhor e faz bem  é ótimo!

_Mas ele está escolhendo porque está consciente que faz bem ou porque está precisando?!

_Quais as informações identificam se os  alimentos são,  de fato, naturais?

_ Quais são os processos existentes para que um alimento seja considerado natural?

Levantamos alguns questionamentos porque consideramos importante que o consumidor tenha mais consciência sobre sua alimentação. 

Em comparação aos outros países do mundo, o Brasil esta iniciando sua jornada no mercado de alimentos naturais apesar de sermos riquíssimos nesses  tipos de alimentos

Nesse sentido, elencamos alguns fatores realmente importantes para garantir que estamos consumindo alimentos  realmente naturais. Procure saber:

  • onde esta sendo cultivado, 
  • quem esta produzindo ,
  • quem esta  embalando,
  • quem esta certificando, 
  • qual órgão está supervisionando,
  • se existe selo de certificação.

E o mais importante de todos: Porque você está consumindo? 

Aparentemente, essa pergunta parece estar fora do contexto. Mas não esta!
Existem apenas duas razões para você estar optando por consumir alimentos naturais. São elas:

  • Você se conscientizou e sabe que pode se prevenir de um monte de problemas de saúde.
  • Você está com a saúde comprometida e vai ter que consumir alimentos naturais.

Decidir por uma  alimentação natural exige novas atitudes.

Se você está consciente que se alimentar com produtos naturais trará longevidade, saúde, disposição e vigor. 

_Beleza!!! Você será um daqueles consumidores atento a:  rótulos,  procedência, prazo de validade, qualidade, feiras, lançamentos, etc.

Se você é um consumidor que precisará incorporar a alimentação natural na sua vida por alguma ordem médica, fará todo sentido redobrar sua atenção sobre as formas de produção e a veracidade do produto. O motivo é simples assim: ou muda, ou adoece mais e morre mais cedo!

É nesse ponto que queremos tocar.

Como se adaptar ao novo sabor do alimento natural?

Antes o pão branco e a manteiga comum, com café e leite pela manhã reconhecidos pelo cérebro como manjar dos deuses, agora terá que ser substituído por pão integral, manteiga natural, cevada, açúcar mascavo, orgânico ou diet, light e o leite sem lactose. 

_É evidente que você vai  levar um choque com o novo sabor. 

Esse choque tem a ver com  seu paladar e com o que seu cérebro registrou como saboroso e prazeroso. A alimentação para você tem que ser gostosa porque ela só tem esse registro no seu cérebro.

A partir do momento que você começar a se conscientizar de que o seu prazer será no que esse alimento vai trazer de positivo para sua saúde e não necessariamente vai ter que atender ao  prazer do seu paladar seu caminho está 70% percorrido. O caminho para restabelecer sua saúde está garantido.

Tempo de alimentos naturais.

Não se sabe quanto tempo uma pessoa  leva para  mudar um conceito, uma ideia. 

Não se sabe quanto tempo um novo conceito leva para modificar uma atitude e se  tornar um hábito.

time-10010666
Image courtesy of Salvatore Vuono at FreeDigitalPhotos.net

Toda mudança de hábito  parte de uma  mudança de conceito que só se consegue a partir de informações confiáveis que modificam suas atitudes a partir de seu pensamento.  

Para a mudança de um hábito alimentar, será necessário muita informação, foco e concentração.

Não basta apenas se valer da  informação. Você terá que educar uma área do cérebro que atua no seu paladar.

A mente  influencia seu estômago. Acredite!

Por diferentes razões,  informações  mudam seus  conceitos e, por conseguinte, seus hábitos.

Porém, novos hábitos só são considerados saudáveis ou corretos se não perdermos o senso crítico. Só assim seremos  consumidores conscientes e não apenas meros seguidores de ‘modismos’ ou  ‘novas tendências’.

A AmazôniaNutri quer inspirar pessoas que buscam hábitos mais saudáveis optando por alimentos naturais.

Vamos, portanto, nos deter no que é importante e  sagrado: alimentos naturais  que mantenham nossos corpos saudáveis, nossas mentes  lúcidas e nosso equilíbrio energético firmado.

Fica, então, a provocação para auto-reflexão:  Você é adepto ao consumo consciente ou à novas tendências?

Vamos ficando por aqui. Esperamos ter contribuído para que você consuma alimentos de forma consciente.

Para nós da AmazôniaNutri quem se ama se cuida e quem se cuida se informa.

Fonte:
Google Trend.
Facebook Comments

2 thoughts on “ Alimentos naturais: consumidores conscientes ou necessitados?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *