Ar condicionado para seu quarto e Floresta para o mundo.

Ar condicionado é um eletrodoméstico que não tem relação nenhuma com a saúde nem do ser humano, nem do planeta. Mas, infelizmente, a cada ano que passa mais formas artificiais de minimizar as altas temperaturas serão produzidas porque o homem não suportará o calor na Terra.

O Ar condicionado no seu quarto não minimizará o problema.  A floresta sim! Ela é o ar condicionado  natural de temperatura ambiente. Sem ela o planeta estará nos assando numa chapa quente.

O fato é que  a temperatura do mundo vai aumentar consideravelmente. Será impossível viver com as altas temperaturas sem algo que refresque ou refrigere o ar.

Tudo isso porque o efeito estufa tem aumentado. O homem não para de poluir o ar com gases que vem da queima de produtos químicos e estes por sua vez vem destruindo florestas e vegetações, diminuindo as chuvas e eliminando a umidade natural do ar.

arvore e universo ar condicionado do mundo
Floresta: ar condicionado natural.

As florestas tem papel fundamental na biodiversidade do planeta e no equilibrio da temperatura. Sem elas tudo se torna vulnerável e o resultado é mortal para o homem.

Sem ar condicionado e sem floresta, não vai dar!

A reportagem foi ao ar em janeiro de 2016 pela EBC Rádios mas ainda continua  atual.

Na matéria, o serviço meteorológico do governo britânico Met Office alerta que a  temperatura global continuará aumentando e que a temperatura média global deve ser 0,84°C mais alta do que a média do período 1961-1990.

A previsão é que haverá o terceiro recorde histórico de temperatura máxima em três anos consecutivos.

Estamos perdendo a capacidade de manter as  florestas como ar condicionados, em  especial a Amazônia.

Em 2014, a média da temperatura foi 0,61°C mais alta que no período 1961-1990, e em 2015, a média foi de um aumento de 0,72°C, em relação ao período citado.

Apesar  do acordo climático realizado em Paris, na COP 21, e da promessa dos governos de resolverem essa questão durante esse século, a cada ano a temperatura sobe.

Amazônia: Nosso ar condicionado natural. 

Nos últimos 150 mil anos a Terra teve esses ciclos de aumento e diminuição de temperaturas. Mas algum tempo  a velocidade com que isso está acontecendo  é que está  impressionando e impactando o meio ambiente.

O Met Office divulgou que recordes como esses, provavelmente, não serão batidos anualmente. Entretanto, as mudanças causadas pelo acúmulo das emissões de gases de efeito estufa na atmosfera podem potencializar alterações naturais do clima, como os El Niños e as variações em ciclos naturais dos oceanos.

O pesquisador explica que esses fenômenos naturais alteram, ocasionalmente, a circulação marinha, que tem a capacidade de regular a temperatura global sem nenhum auxílio externo.

A causa do aumento da temperatura

De acordo com o pesquisador do IPAM – Instituto de Pesquisas da Amazônia -Paulo Moutinho, o aumento da temperatura está muito ligado à quantidade de poluentes que a atividade humana provoca.

Quando há queima de combustível fóssil em excesso o gás carbônico excedente  vai para a atmosfera causando uma série de alterações no planeta.

Essas alterações vem acontecendo não em escala de décadas e sim em escala de milênios.

O aumento na temperatura diminui a quantidade de chuvas, o que afeta a produção agrícola em qualquer  região.

Energia limpa: a solução para evitar o aumento da temperatura

De acordo com Paulo Moutinho,  “precisamos  buscar cada vez mais energias limpas, que não jogam poluentes oriundos da queima de combustíveis fósseis para a atmosfera, pois a emissão desses gases aprisionam o calor e precisamos manter as florestas em pé”.

E complementa:

as florestas são um grande ar-condicionado, mantendo a temperatura na região mais amena, e um grande regador, especialmente da agricultura da região e se derrubarmos as florestas, estaremos desligando esse ar-condicionado e retirando o regador.

PARQUE INDÍGENA DO XINGU – EM PERIGO TOTAL

Segundo um estudo, na região do Xingu, se não fosse o Parque Indígena , aquela região teria um aumento de 6° C a 7°C na temperatura, e isso seria um efeito do desmatamento”.

parques nacionais do xingu
Floresta Xingu – antes do desmatamento.
parque do xingu.
Parque do Xingu após o desmatamento.

O Parque Indígena do Xingu foi criado como uma área híbrida, uma área de proteção para as populações indígenas e  para o ecossistema.

Mas o que se percebe é um avanço do desmatamento no Xingu. Com a  presença de pescadores, garimpeiros e fazendeiros, a área foi invadida de forma predatória.

A  implementação da agropecuária gerou a poluição das nascentes que abastecem as comunidades locais, o desmatamento e as queimadas das áreas preservadas, além de uma grande influência na cultura indígena e dos problemas de saúde oriundos do contato com o homem branco. E a maior de todas as ameaças é a construção da Usina de Belo Monte.

FLORESTA É GARANTIA DE PRODUÇÃO

Cada vez mais, manter as florestas, é um investimento econômico, principalmente, na agricultura, sendo uma garantia de produção”, explica Paulo Moutinho.

Espero que seja pelo caminho da sustentabilidade, que ela quebre os paradigmas de que para se crescer, é necessário que se estrague e para que se tenha um crescimento econômico, é necessário que se tenha um prejuízo socioambiental”.

O pesquisador ressalta que a sociedade brasileira precisa, definitivamente, fazer uma escolha na Amazônia.

A floresta é o ar condicionado natural do planeta. Sem elas  não vamos suportar!

Hoje, a ameaça de extinção de muitas florestas importantes é uma triste realidade.

Por isso queremos mostrar as florestas que ainda se mantem no Planeta e que ainda mantem a vida de todos nós.

Essa é uma das formas de conscientizar e fazer valer  o fato de que se cada um de nós estivermos alertas quanto ao consumo de plástico, emissão de gases e produção de lixo tóxico poderemos estar minimizando os impactos violentos sobre a atmosfera, a terra e às águas

FLORESTAS BRASILEIRAS

Mesmo que todas as atenções do mundo se voltem  para a AMAZÔNIA quando o tema é aquecimento global, riqueza, grandeza, magnitude e impacto ambiental nos damos conta  de que devem existir mais florestas no planeta.

_E existem! Sem elas o planeta Terra não sobreviveria.

Mas mesmo assim nenhuma cumpre o papel da Foresta Amazônica.

03 florestas brasileiras mais  importantes

No entanto é inegável que o Brasil lidera quando o assunto é Floresta!

Ocupamos o primeirissimo lugar em abundância de terra, biodiversidade e água até porque temos tres florestas dentro do território brasileiro.

Afinal estamos falando das florestas:

  • Amazônica – Amazonas
  • Chapada dos Veadeiros – Goiás
  • Parque Nacional das Emas – Goiás.

Em resumo somos riquissimos em biodiversidade e podemos nos considerar um dos principais fatores que tenta amenizar o aquecimento global e se transformar no  ar condicionado do Planeta. Além de nossas  três florestas, existem mais 08 florestas espalhadas pelo mundo.

  • Reserva Florestal Sinharaja – SiriLanka,
  • Floresta temperada Valdivian – Chile,
  • Reserva Florestal Nublada de Monteverde – Costa Rica,
  • Floresta do Parque Nacional do Kinabalu – Malasia,
  • Cloud Forest – Equador,
  • Floresta Daintree – Austrália,
  • Floresta do Congo – África,
  • Floresta de Taiga – Hemisfério norte (Alasca, Canadá, sul da Groenlândia, parte da Noruega, Suécia, Finlândia, Sibéria e Japão)

    Vamos conhecer as florestas que são o ar condicionado natural do mundo?

    Floresta Amazônica- Brasil

  • Eleita a maior floresta tropical do mundo, a Amazônia ainda é tema estratégico para governantes e empresários do mundo inteiro.

    O foco de atenção está sobre a sua internacionalização e em função de sua importância à sobrevivência da vida  Humana no planeta.

    A maior parte da floresta amazônica fica na região norte do Brasil . Porém, ela também faz parte de outros 7 países: Colômbia, Guiana Francesa, Bolívia, Suriname, Peru, Venezuela e Equador, percorrendo em torno de 5,5 milhões de quilômetros quadrados.

    Esse fato dá margem para debater a internacionalização da Amazônia por muitos políticos e empresários. Motivos não faltam:

  • A Amazônia é  lar para os mais diversos tipos de vegetação e de animais, com vários tipos de ecossistemas.

    _E pasmem: cerca de  20% do teor de oxigênio da Terra é produzido por esta floresta.

    Abriga a fauna,  flora e habitats que são as características proeminentes dos ecossistemas tropicais mais antigos e diversos do planeta.

    Não é apenas frente a beleza e abundância que devemos nos curvar e maravilhar. A função das florestas na vida do planeta e de todos os seres vivos é profunda. É séria.

    Delas dependemos, em especial, para manutenção da temperatura média do planeta e para verificação dos níveis de dióxido de carbono, o qual tem aumentado desastrosamente.

    O Parque Nacional das Emas – Brasil

     É Patrimônio Mundial da UNESCO e está localizado entre os estados de Goiás e Mato Grosso do Sul.

    A Chapada dos Veadeiros – Brasil

    Esta localizada no planalto Chapada dos Veadeiros, em Goiás. Possui uma  área de 655 km² onde se alojam as  mais antigas formações rochosas do mundo e belissimas cachoeiras.

    Reserva Florestal Sinharaja – Srilanka

    Possui 88,64 km2 da zona úmida de várzea no sul-oeste do Siri lanka.

    Foi declarada reserva de biosfera no ano 1978, pela UNESCO. Abriga grande quantidade de árvores endêmicas, pássaros, borboletas, raros insetos e mamíferos; é lar para muitas espécies ameaçadas de extinção.

    Floresta temperada Valdivian

    Esta floresta, geralmente nebulosa, está localizada na costa oeste do sul do continente América do Sul, se estendendo principalmente pelo Chile e algumas regiões da Argentina, distribuída por 248.100 km². A floresta tropical impressiona por bambu denso, samambaias, entre outros. O ecossistema está constantemente ameaçado.

    Reserva Florestal Nublada de Monteverde – Costa Rica

    Está localizada em Monteverde. É um dos pontos turísticos mais importantes da Costa Rica. A reserva é  lar para cerca de 30 espécies de beija-flor, 100 espécies de mamíferos, e ainda mais de 400 espécies de pássaros, sem contar milhares de espécies de plantas.

    Floresta do  Parque Nacional do Kinabalu – Malásia

 É Patrimônio Mundial desde  2000, pela UNESCO. Criado em 1964  com uma de área de 754 km², foi um dos primeiros parques nacionais na Malásia. Localiza-se entre o ponto mais alto de Borneo e a montanha não vulcânica Monte Kinabalu. 

  • Floresta Nublada – Equador

    A Floresta de Nuvem (ou nublada) fica no Equador e é caracterizada por cobertura de nuvens persistentes. É uma floresta tropical de várzea, contendo de 15 a 17% das espécies de planta do mundo e 20% das espécies de pássaro.

    Floresta Daintree – Austrália

    É a floresta tropical mais antiga sobrevivente do mundo com mais de  135 milhões de anos em  2600 km². Fica  na região nordeste de Queensland, na Austrália onde foi declarada Patrimônio Mundial em 1988. É local para muitas plantas exóticas e animais, como 18% de espécies de pássaro.

    Floresta do Congo

    A maior parte da população da República Democrática do Congo depende desta floresta para suas necessidades básicas de alimentação, abrigo e remédios. Representa 70% da cobertura vegetal no subcontinente africano.

    Floresta de Taiga – Hemisfério norte do planeta

    Taiga fica no hemisfério norte e se espalha  em regiões de clima subártico, que vai do norte do Alasca, Canadá, sul da Groenlândia, parte da Noruega, Suécia, Finlândia, Sibéria e Japão. É considerada o maior bioma terrestre do mundo, formado por florestas coníferas. Abrange quase um terço de todas as árvores do planeta e faz 29% da cobertura florestal do mundo.

    Concluindo: florestas são o ar condicionado do mundo.

    Todas essas florestas funcionam como verdadeiros ar condicionados frente ao efeito estufa e ainda são fonte de sobrevivencia e renda em muitas comunidades: seja pelo turismo que atrai divisas, seja pelo trabalho de cientistas e pesquisadores que transformam a biodiversidade  em alimentos e remédios para a sociedade.

    Existe uma matemática inquestionável

    Menos florestas = menos árvores = mais calor= menos chuva= menos agricultura = menos comida= menos vida

    No Brasil existe cerca de 7.880 espécies arbóreas (FAO, 2005) com estimativa de que  existam 11.120 espécies arbóreas somente na floresta Amazônica (HUBBELL et al., 2008).

    O Ministério do Meio Ambiente possui uma lista de espécies ameaçadas. A mais recente publicação, de dezembro de 2014, aponta que das 7.880 espécies de árvores catalogadas até agora no País, 2.113 espécies estão na “Lista oficial das espécies da flora brasileira ameaçadas de extinção”.

    As árvores mais cobiçadas pelos madereiros no Brasil.

    Há uma certa combinação de interesses comerciais que envolve o desmatamento. São madereiros que comercializam as madeiras, fazendeiros  criadores de gado e produtores de soja, cientistas interessados nos principios ativos das árvores. Outros interesseiros  são caçadores que vivem das peles de animais e garimperios em busca de ouro e  pedras preciosas. Não seria de se admirar que, se pudessem , também tentariam contrabandear o sol que por essas florestas desponta.

    Tudo o que se planeja nas florestas do Brasil envolve desmatamento

    A partir de informações do Serviço Florestal Brasileiro, a reportagem do Estadão selecionou 22 espécies que são as mais cobiçadas pelos madeireiros e que estão ameaçadas de extinção. Desse total a situação delas é:

  • 14 espécies de árvores em estado de vulnerabilidade de extinção,
  • 07 espécies de árvores em perigo de extinção,
  • 01 especies de árvore em estado crítico de perigo de extinção.

    As 22 Espécies de árvores em estágios de extinção:

    1.GARAPAEIRA

    Originária das florestas Amazônicas, Caatinga ou Cerrado. Se encontra  em estado de VULNERABILIDADE À EXTINÇÃO. A madeira é muito usada na construção civil em estruturas externas, como pontes, ou internas, para acabamentos.

    2. MOGNO

    Originário da Amazônia se encontra em estado de VULNERABILIDADE À EXTINÇÃO. É muito procurado para  marcenaria e mobília, acabamento e ornamentos de interiores, e até mesmo construção de barcos e navios além de acabamentos de assoalhos.

    3. CEDRO ROSA

    Está presente nas florestas da Amazônia, Caatinga, Cerrado e Mata Atlântida. Se encontra em estado de VULNERABILIDADE À EXTINÇÃO  dado à grande procura para a construção civil, decoração, mobiliário, chapas condensadas, instrumentos musicais ou parte deles. Na medicina é usado no combate da febre amarela

    4.ITAÚBA

    Originária da Amazônia. Também se encontra  VULNERÁVEL  À EXTINÇÃO  já que é uma das árvores mais exploradas na região norte. Tem várias finalidades onde destacamos o uso na construção de pontes, postes, estacas, dormentes e vigas.

    5.CASTANHEIRA

    Em  estado de VULNERABILIDADE À EXTINÇÃO, a castanheira tem gerado pouco fruto. São polinizadas pelos insetos e orquídeas e estes só existem quando o ambiente esta intocado para a reprodução, fato que não ocorre mais na Amazônia6.

    6.JACARANDÁ DA BAHIA

    A mais valorizada das madeiras brasileiras,  origina-se na Mata Atlântica. Era fartamente econtrada nos estados de Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo mas atualmente só existe no Sul da Bahia. Encontra-se em estado de VULNERABILIDADE À EXTINÇÃO. Mesmo assim ainda é muito utilizada em obras de marcenaria, construção de instrumentos de corda e na fabricação de pianos.

    7. JATOBÁ – PEQUENO

    Muito procurada para construção de janela, porta maciça, escada, estrutura de cobertura (viga, caibro e ripa), piso residencial (tábua corrida e taco), poste para energia e sauna. Suas cascas ainda são usadas para a produção de chás. Está em VULNERABILIDADE À EXTINÇÃO.

    1. ANGELIN-PEDRA-AMARELA

    Muito procurada pela construção civil, para construção de vigas, caibros e portas venezianas. De pouco brilho, também é usada em estruturas internas de decoração, como forros e ripas. Sobrevive na Amazônia e seu estado é de VULNERABILIDADE À EXTINÇÃO.

    1. BRAÚNA

      arvore brauna

    Originaria da Mata Atlântica, se encontra em estado de VULNERABILIDADE À EXTINÇÃO. Sua casca é utilizada para extração de uma tintura negra, que é usada pela indústria. A seiva é aplicada na medicina, em remédios para dores intestinais.

    1. UCUÚBA

    Pode ser encontrada na Amazônia ou na Caatinga. Também está em VULNERABILIDADE À EXTINÇÃO. Sua madeira é cobiçada para produção de compensados e laminados. A cinza da madeira é apropriada para fabricar sabão. A casca da árvore é usada como medicamento para úlceras, cicatrização de feridas, cólicas e doenças reumáticas. A seiva é utilizada no tratamento de hemorróidas  e aftas. De suas sementes é extraída ainda a trimiristina, utilizada na indústria de cosméticos, perfumaria e confeitaria.

    1. CEDRO VERMELHO

      arvore cedro vermelho

    Se encontra no Bioma da Amazônia, Cerrado e Mata Atlântica. É uma  das madeiras mais procuradas no comércio nacional e estrangeiro, porque tem coloração parecida à do mogno. É uma madeira leve, de utilização em diversos tipos de indústria, da construção civil, naval e aeronáutica, até a movelaria, marcenaria e confecção de instrumentos musicais. Se encontra em  VULNERABILIDADE À EXTINÇÃO.

    1. PAU ROXO

    Está na Amazônia em estado de VULNERABILIDADE À EXTINÇÃO. É muito procurada para construção de mobiliário, móveis decorativos, peças torneadas, tacos de bilhar e cabos de cutelaria.

    1. CANELA-PRETA

    Está na Mata Atlântica  em estado de  VULNERABILIDADE À EXTINÇÃO.  Foi  muito procurada para construção de assoalho de casas. Com o fruto, se produz remédios indicados para sintomas como azia, cólica e diarréia, entre outros.

    1. CEREJEIRA

    É muito popular na fabricação de móveis e objetos decorativos. Em instrumentos musicais, é aplicada em fundos e laterais de violões. Suas indicações de uso medicinal apontam resultados como broncodilatador, analgésico, antinflamatório e anti reumático. Ainda é encontrada na Amazônia mas seu estado é de VULNERABILIDADE À EXTINÇÃO.

    1. BICUÍBA

    É usada para produzir compensados. Seu óleo era usado para combustão e indústria de sabonete e exportado para o Reino Unido. Suas sementes costumam ser usadas como medicamento popular contra diarréias, asma e bronquite, além de expectorante. Está em estado de PERIGO DE EXTINÇÃO na Mata Atlântica.

    1. JEQUERIBÁ-BRANCO

    Se encontra em estado de PERIGO DE EXTINÇÃO. É ainda encontrado na Amazônia, Cerrado e Mata Atlântica. A madeira, leve, é usada na construção civil em obras internas, porque é pouco resistente ao tempo.

    1. CANELA-SASSAFRÁS

    Essa madeira é indicada para mobiliário. Na construção civil para  caibros, ripas e rodapés. É usada ainda para a construção artesanal de tonéis para cachaça, repassando aroma e sabor à bebida. Na medicina é aplicada em sintomas de reumatismo, sífilis e e combate da halitos além de ser utilizada como  repelente de mosquitos. Índios que vivem na região do Paraná e Santa Catarina usam a casca para tratamento de dores e contusões. Está em PERIGO DE EXTINÇÃO na Mata Atlântica.

    1. IMBUIA

    Muito procurada pelos madeireiros, dada a sua qualidade para o entalhe e sua longa durabilidade. Está em PERIGO DE EXTINÇÃO  na Mata Atlântica

    1. PAU-BRASIL

    Árvore  símbolo do Brasil é encontrada na Mata Atlântica. Foi muito usada na fabricação de instrumentos musicais, como violinos, harpas e violas. A exploração predatória viveu seu auge no século XVI, pelas mãos dos portugueses. No dia 3 de maio é comemorado o Dia Nacional do Pau-brasil. Está em PERIGO DE EXTINÇÃO.

    1. ARAUCÁRIA

    Está em PERIGO DE EXTINÇÃO. Suas sementes foram a base da alimentação de índios e também durante o processo de colonização da região Sul do País, convertida em farinha, pães e massas. É ainda encontrada na Mata Atlântica.

    1. IPÊ- PEROBA

    Madeira de ótima qualidade, é hoje um dos principais alvos dos madeireiros na região norte de Rondônia. Em PERIGO DE EXTINÇÃO  na  Mata Atlântica.

      22 PAU AMARELO

    arvore pau amareloEstá localizada  na Amazônia . É uma madeira pesada, procurada pela construção civil (obras internas), para ferramentas e para lenha e carvão. De tom amarelado, produz uma espécie de goma arábica com finalidade terapêutica, sendo um bom remédio contra tosse. Está -CRITICAMENTE- EM PERIGO DE EXTINÇÃO.

Evolução do desmatamento no Brasil

Diante desse cenário de desmatamento, poluição e  aquecimento global homens e mulheres vem se posicionando e organizando a  legislação, órgãos e instituições para  que possam denunciar, supervisionar e operar sobre as ameaças que sofre a vida no planeta.

Equipamentos e ferramentas de alta tecnologia também ajudam a controlar, monitorando áreas remotas que seria impossível pensar sem ajuda deles.

Na matéria do Estadão podemos ver o infográfico com  informações sobre o desmatamento no Brasil no período de 1997 a 2015.

Dados do PRODES mostram a evolução do desmatamento na Amazônia de 1997 a 2015

Mesmo assim, o desmatamento ora avança, ora estagna; ora para, ora acelera.

De qualquer forma continue fazendo o seu melhor .

Vamos ficando por aqui.

Esperamos estar contribuindo com informações que vão conscientizar sobre nossa vida no planeta:  com e ou  sem florestas.

Para nós da AmazôniaNutri quem se ama se cuida, quem se cuida se informa.

Até a próxima.

 

Fontes:

http://top10mais.org/top-10-maiores-florestas-mundo/

http://www.stefanoboeriarchitetti.net/en/portfolios/forest-city/#http://www.ecohustler.co.uk/2017/03/01/the-future-is-local/http://www.ihu.unisinos.br/noticias/551061-pesquisador-explica-o-aumento-da-temperatura-global

Jornal Estadão , Jornal de São Paulo.

Blog Xingu.

 

Facebook Comments

3 thoughts on “ Ar condicionado para seu quarto e Floresta para o mundo.

  1. Ótima matéria!
    Realmente, se o homem não se conscientizar, e logo, as próximas gerações não terão uma vida digna.
    Mesmo crendo no eminente retorno de Cristo, devemos fazer nossa parte na conservação de Sua criação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *